“O Principado mais arrogante é o que se distingue pela avidez metálica” – (espírito anônimo) 14/03/1881

Periódico: União e crença – Ano I número 01, p.2

Areias, SP, 24 de março de 1881


Médium M. Amélia em 14/03/1881

O Principado mais arrogante é o que se distingue pela avidez metálica.

A igreja quer dominar, para isso não batalha, mina, solapa a consciência humana, semeia a ignorância e ao Lázaro a quem o Cristo disse levanta-te e caminha, ela disse: deita-te e dorme! Cresce a degradação, cresce sempre.

A fogueira inquisitorial acende-se nos templos para, em nome de Deus, queimar o pensamento; arde a fogueira inquisitorial na eternidade para aniquilar a alma, feitura de Deus. Mata-se fria e calculadamente, envenena-se com atrocidades, suga-se com incandescente volúpia o sangue dos irmãos e não se recordam da simplicidade evangélica dos tempos primitivos do Cristianismo. Funestos, Funestos erros que tanto tem abalado o Cristianismo.

As bastonadas, as vítimas da inquisição e da carnificina, têm aberto profundas chagas no coração da igreja Romana. Louco, louco absurdo pretender o homem prescrever relações entre o Criador e a consciência. Pretenderão eliminar na eternidade a responsabilidade moral do homem para assim se atribuir a faculdade de crer e adorar por ele? Livre é a alma porque livre a criou Deus; e o senso moral é a providencia interna dos atos e das crenças humanas. É indeclinável a necessidade de Deus na consciência, mas para que a fé seja dominada é necessário convencer a razão e operar a revelação individual: única que pode, elevando o espírito, marcar o padrão para o pensamento. Quem o poderá fazer? Pode, pois a crença variar de consciência a consciência.

O verdadeiro conhecimento de Deus importa o verdadeiro conhecimento da verdade que cada um tem o dever e o direito de demandar para si. Impor uma crença é matar a individualidade da consciência. O que significa negar Deus em suas eternas leis? É impossível impor uma crença, consequentemente nunca se pode impor um culto que dela depende, como a luz que se irradia brilhante.

Governadores que assim violais a moral, que a despedaçais com os pés; dizei-nos, tendes acaso o direito de repelir essa grande responsabilidade?

Médium M. Amélia

14 do corrente


PARA VER O DOCUMENTO ORIGINAL DIGITALIZADO (CLIQUE AQUI)


O ARQUIVOESPIRITA.ORG é um repositório digital de documentos relativos à história do espiritismo.  

Caso tenha algum documento antigo que tenha relação com o espiritismo, por favor entre em contato conosco pelo e-mail arquivoespirita@gmx.com , ou por nossa página no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *