“Educai, irmãos” – (espírito anônimo) 1881?

Periódico: União e crença – Ano I número 01, p.2

Areias, SP, 24 de março de 1881


Batem a pobreza e a miséria às portas do Brasil, seguem após elas uma legião esquálida e abatida; temem a dissolução e a morte; e esses homens confusos e abatidos, buscam, hesitam no plano de defesa; e a sagrada bandeira da vitória rola no pó do chão; porque é pesada, tem espinhos, e ninguém quer sangrar as mãos; erguei-a irmãos, é a mágica bandeira da virtude, da ciência, e do trabalho.

Adiantai-vos em nome de Deus vos peço, educai os vossos filhos na prática do bem, educai-os; desenvolvei-lhes a inteligência, ensinai-os; erguei assim a sagrada bandeira que jaz por terra; e quando voltardes às vossas casas terão desaparecido esses fantasmas sombrios; tomados de pavor fugirão ante o incomensurável brilho dessa luz brilhante, que se chama ciência; desaparecerão ante o talismã divino, que se chama virtude, e trabalho. Se quiserdes ser bons proclamai a virtude e o trabalho, se quiserdes ser ilustrados, convém multiplicar os meios do ensino, e colocar os profissionais na altura que lhes compete.

Esforçai-vos irmãos para esse grande alcance, derramai, semeai essa admirável semente, cujos frutos virão mais tarde compensar os vossos trabalhos. Ficai certos que o inimigo que mais deveis temer é o abatimento da educação.

O que jamais se verga, o que nunca se rompe é a grande ciência, que transformando em ouro o pó negro, também torna em alvos tecidos a fibra bruta; fertiliza searas que antes eram campos alagados, e transforma o bruto ferro em prodigiosas máquinas, que aumentando o trabalho, centuplicarão as rendas públicas e particulares. Desenvolvei irmãos, cada qual como puder o ensino, como primeira base de produção, e compadecei-vos dos povos, que não fazem da sólida educação científica a base do seu viver.

Irmãos, não queremos dourar pílulas amargas, o trabalho é árduo; depende, porém, de um conjunto de esforços a bom êxito da grande e santa missão, que damos aos obreiros do templo da Caridade.

Educai irmãos, cada qual como poder o povo; será essa a mais brilhante pérola engastada na coroa de Glórias, a que cada um deve almejar.

Médium M. Amélia

Estado sonambúlico


PARA VER O DOCUMENTO ORIGINAL DIGITALIZADO (CLIQUE AQUI)


NOTA DO ARQUIVO ESPÍRITA: A imagem no início da página (de crianças tendo aula ao ar livre no Afeganistão), evidentemente, não faz parte do documento original.


 O ARQUIVOESPIRITA.ORG é um repositório digital de documentos relativos à história do espiritismo.  

Caso tenha algum documento antigo que tenha relação com o espiritismo, por favor entre em contato conosco pelo e-mail arquivoespirita@gmx.com , ou por nossa página no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *