A melhor parte – Melanchton (espírito), 1881 (?)

Periódico: União e crença – Ano I número 02, p.4

Areias, SP, 15 de abril de 1881


A melhor parte

Melanchton (espírito)

Escolhestes a melhor parte e ela não vos será tirada!

Caros filhos eu vos vejo todos aqui procurando a felicidade no seio de uma fraterna e mútua afeição! Vossas grandes alegrias, vossos prazeres, preferidos são nossas agradáveis reuniões, nossos inefáveis colóquios! Aos divertimentos estridentes, as festas que vos rodeiam preferis a presença dos vossos amigos de além-túmulo! Como Maria Magdalena tudo esquecendo para ouvir a palavra de Cristo, vinde a nós; tornai-vos, pois, meus filhos como ela: tão bem escolhestes a melhor parte e ela não vos será tirada.

Dia virá em que perceberão que achastes um tesouro e os que vos criticam, os que vos tomam por tolo virão beber da mesma fonte. Ao invés de passar seu tempo em perseguir um vão fantasma de glória, uma sombra de felicidade, virão procurar a satisfação e a realidade. Virão aqueles que querem se instruir e acharão! Virão aqueles que querem amar porque a grande parte do amor universal é aberta a todos! Virão aqueles que fazem belos sonhos da emancipação dos povos e acharão o caminho da libertação e da liberdade! Espíritos cujas altas aspirações, lembranças de uma outra vida são tratadas pela multidão ignorante, de quimeras e utopia vireis aqui, à sombra da bandeira espírita e achareis vossos sonhos! Aventureiros viajantes, indagadores infatigáveis eis aqui o desconhecido, oferecido as vossas ardentes descobertas: vireis e sereis ofuscados; sábios que embranqueceis sobre os vossos infólios, tereis aqui a chave de muitos problemas. Tereis a solução no dia em que confiantes e simples transpuserdes a barreira que se chama orgulho humano! E vós, vês amigos experimentados, torturados pela dura mão da dor vês esquecidos, isolados, abandonados mesmo pelas alegrias terrestres vireis todos procurar um refúgio na consolante doutrina e nela achareis alívio, delicada ternura, apoio, abrigo contra o desespero! Ó vós que sofreis! Vós que procurais! Vós que duvidais! O amor, a verdade, a luz vos envolverão, por todos os lados sereis esclarecidos, consolados, convencidos e bem direis os humildes trabalhadores que vos suavizará o caminho; aplainando as primeiras dificuldades! Ó Espíritas amar, trabalhar, instruir, aperfeiçoar, eis a vossa missão, eis a parte que escolhestes, é a melhor, e ela não vos será tirada.


PARA VER O DOCUMENTO ORIGINAL DIGITALIZADO (CLIQUE AQUI)


NOTA DO ARQUIVO ESPÍRITA: A imagem no início da página é de crianças em Uganda, e, evidentemente, é meramente ilustrativa e não faz parte do documento original.


O ARQUIVOESPIRITA.ORG é um repositório digital de documentos relativos à história do espiritismo.  

Caso tenha algum documento antigo que tenha relação com o espiritismo, por favor entre em contato conosco pelo e-mail arquivoespirita@gmx.com , ou por nossa página no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *