Retratos mediúnicos feitos pela médium Dinorah de Azevedo Simas Enéas

 

Periódico: Novo Horizonte

Rio de Janeiro, n.1, Janeiro de 1932


Retrato de Antônio de Aquino.

Legenda: Antônio de Aquino, desencarnado há 300 anos, um dos nossos guias e assíduo conferencista na “Cabana de Lysis”. Retrato mediunicamente produzido pela médium D. Dinorah de Azevedo Simas Enéas, a giz e a carvão.

Retrato do Espírito de Tupy

Legenda: Tupy é um servo de Deus, um “Penna Branca” dos muitos que trabalham na “Cabana de Lysis”; como ele próprio o disse. Esta gravura é o seu retrato, mediunicamente tomado pela médium D. Dinorah de A. S. Enéas.

Nossos clichês

Os retratos que ilustram o presente número desta revista como todos os que posteriormente publicaremos, reproduzindo a expressão material com que se nos manifestam os irmãos desencarnados, bem se depreende as pseudoimagens de santos, que o mercantilismo disfarçado impinge à crendice popular.

São meros desenhos psicografados, lídimo trabalho de mediunidade, produzidos conseguintemente por aparelhos humanos em transe, cuja autenticidade pode ser constatada senão pelos incréus certamente pelos irmãos videntes.

Não são pois, imagens de santo algum, que ofereçamos à “adoração” de quem quer que seja, porque no corpo de nossa doutrina espírita; aquela que Jesus pregou; não há lugar para a insídia da idolatria, que ele repeliu, e que se explora ainda hoje, abusando de seu nome; são simples provas de amor que eles nos dão por intermédio dos que são capazes os médiuns: de traçar os seus perfis fisionômicos, são os seus retratos que eles nos oferecem com o mesmo intuito camarário que nos outros, os terrenos, também o fazemos, trocando os nossos retratos entre amigos.

Sem fetichismo de natureza alguma, publicamos portanto os dois que ilustram este número, como os que se lhes vão suceder, transmitindo de graça, aos nossos leitores, aquilo que de graça nos foi dado.

Até o presente, os de hoje, como os demais que já temos, em arquivo, foram executados pela médium Sra. D. Dinorah de Azevedo Simas Enéas, inconscientemente.

Esta nota é supérflua para os nossos irmãos em crença, como a nossa publicação porém terá certamente que se imiscuir nos arraiais contrários, torna-se ela necessária para que se não diga de futuro que também somos idólatras.


PARA VER O DOCUMENTO ORIGINAL DIGITALIZADO, CLIQUE AQUI


NOTA DO ARQUIVO ESPÍRITA: A imagem no início da página de uma mão segurando um lápis é apenas ilustrativa. Evidentemente, ela não faz parte do documento original.


O ARQUIVOESPIRITA.ORG é um repositório digital de documentos relativos à história do espiritismo.  

Caso tenha algum documento antigo que tenha relação com o espiritismo, por favor entre em contato conosco pelo e-mail arquivoespirita@gmx.com , ou por nossa página no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *