Allan Kardec: meditações sobre sua obra – por Ildefonso


Periódico: Reencarnação

Porto Alegre, ano 1 n.1, outubro de 1934


Ao transcorrer a data de hoje, recordativa do 130º aniversário do nascimento de Allan Kardec, sentimo-nos naturalmente inclinados a fazer meditações, sobre a obra, que se nos afigura grandiosa, do insigne filósofo lionês.

Após 130 anos de seu nascimento e apenas decorridos oito decênios do início de sua evangelização, eis que o produto do seu labor aí se erige, na robustez das obras sólidas, que desafiam a ação deletéria do tempo.

Como um desses sinais sonoros, que lançados pela mão do homem, próximo aos lugares perigosos, nos mares bravios, ou nas sedutoras e traiçoeiras costas, estão no seu badalar constante, advertindo, aos navegantes, sobre a rota que deverão seguir, assim vemos o Espiritismo, através dos luminosos postulados de sua filosofia e de sua moral, cristalizados nas contínuas mensagens do Além, apontando aos homens a estrada da salvação, iluminada pelas projeções de seus ensinamentos.

Preparando os homens, para lançá-los depois nos postos de responsabilidades, que lhes competem, tem o Espiritismo, por finalidade, a regeneração da Humanidade pela implantação no Planeta, do reinado da Justiça do Amor e da Caridade.

Proclamando que “FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO”, o Espiritismo estabelece, como condição essencial da formação moral do indivíduo, a prática da mais bela e da mais elevada das virtudes.

Basta citar-se esta finalidade, que abrange todas as demais, para compreender-se que o adepto deve criar para si um ambiente sereno, de trabalho profícuo, de intenso amor, de abnegação e de caridade.

Uma doutrina, que assim se revela, com a documentação comprovada, do intercâmbio de relações, entre o Mundo Visível e o Invisível, trazendo desse comércio de interesses espirituais, a consolidação maior para as almas doridas, terá de se impor, como de fato se impõe, à consideração e ao respeito públicos, como obra de Deus, em uma Nova Revolução.

Sim! O Espiritismo é o Consolador prometido, pelo Divino Mestre, e, por isto de seus ensinamentos jorram abundantes luzes, sobre toda a Humanidade.

Aceita pelos pequenos, que sofrem com humildade; compreendida e proclamada pelos sábios, que conscientemente a estudam, a sublime doutrina codificada por Allan Kardec está despertando os orgulhosos e indiferentes, cegos pelo preconceito e pela ignorância, para que abram os olhos à luz da Verdade.

Os tempos são chegados, exatamente aqueles preditos por Jesus; aí estão as dores, as aflições, as convulsões sísmicas e sociais e, sobretudo, o espírito se derramando sobre toda a carne.

Os médiuns surgem por toda a parte, de um modo impressionante e revelador de grandes esperanças, porque esses Profetas da Nova Revelação se investem da missão de porta-vozes dos Espíritos Superiores, que em seus comunicados agem como prepostos do Senhor, impulsionando o progresso humano.

Estas meditações levam-nos ao reconhecimento da infinita misericórdia de Deus, facultando aos homens os meios de progredirem, e da excelsa doutrina codificada pelo Grande Missionário que foi Allan Kardec.

“A Reencarnação”, publicando o seu primeiro número, nesta data, presta especial homenagem ao Iluminado Codificador.

ILDEFONSO


PARA VER O DOCUMENTO ORIGINAL DIGITALIZADO, CLIQUE AQUI


NOTA DO ARQUIVO ESPÍRITA: A imagem no início da página é apenas ilustrativa. Evidentemente, ela não faz parte do documento original.


O ARQUIVOESPIRITA.ORG é um repositório digital de documentos relativos à história do espiritismo.  

Caso tenha algum documento antigo que tenha relação com o espiritismo, por favor entre em contato conosco pelo e-mail arquivoespirita@gmx.com , ou por nossa página no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *